Entenda como funciona a tributação para profissional liberal no Brasil

O profissional liberal pode até ser considerado uma categoria diferenciada de serviço, mas vale mencionar que o mesmo ainda está incluso nas movimentações tributárias existentes, entre outros processos. Mas você sabe como funciona esse sistema de tributação para essa categoria?

Para entender o funcionamento dos processos tributários do profissional liberal, é preciso levar em consideração dois fatores: o teto para a margem de lucro e para a cobrança de impostos.

Assim como todos os tipos de serviço, o profissional liberal terá vantagens e desvantagens em relação as taxas cobradas e aos valores recebidos.

INSS

Vamos começar falando do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), um órgão responsável pela arrecadação de taxas de contribuição assim como pagamento dos recursos oferecidos aos trabalhadores. É através do instituto que você pode solicitar benefícios como a aposentadoria, a perícia médica do INSS, o auxílio doença, entre outras possibilidades.

O profissional liberal deve cumprir obrigatoriamente com a taxa do INSS e a alíquota referente equivale a 20% do rendimento desse contribuinte.

Carne Leão

Essa tributação é bastante específica e é preciso estar atento a ela. O profissional libera que opta por trabalhar de forma autônoma, ou seja, como pessoa física precisará cumprir com a carne leão 2020É interessante estar familiarizado com a contribuição, uma vez que o descumprimento das regras pode levar o contribuinte a cair na malha fina.

O Carne Leão é estabelecido pela tabela progressiva do imposto de renda. Essa tabela indica que a alíquota do imposto deverá subir a medida que o rendimento do contribuinte em questão também for subindo. A arrecadação dos valores é realizada a partir do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF), por isso, é interessante se informar sobre ele.

Cruzamento de Dados

É preciso estar atendo ainda a categoria de cobrança por cruzamento de dados, uma base de funcionamento totalmente específico. De acordo com a Receita Federal, o recurso permite uma maior eficiência para a cobrança e o armazenamento de informações dos profissionais liberais e as declarações que os mesmo devem realizar.

Como mencionado, estar atento a esses pontos específicos de tributação é muito importante para evitar a malha fina, que pode levar o contribuinte a ser cobrado entre 20 e 150% pelo valor do imposto. Portanto, é necessário ter cuidado na hora de declarar seus bens, assim como no momento de preencher as deduções do imposto de renda.

Fonte: impostoderenda2020.net

Projeto de reforma tributária do governo Bolsonaro defendem a simplicação dos impostos

A cobrança de impostos ainda é uma das principais ferramentas da economia do país, por isso, esse aspecto também pode acabar sofrendo algumas mudanças com o Governo Bolsonaro.

De acordo com os projetos oficias apresentados, a Reforma Tributária, como é chamada a proposta de mudança o para os impostos, estará acontecendo esse ano e tem prováveis benefícios a longo prazo, apesar de estar pesando no orçamento do brasileiro.

A Reforma da Previdência já foi colocada em questão e aprovada para a maioria dos senadores, por isso, o Governo passou a investir na proposta de mudança para outras áreas: a Reforma Tributária.

Essa reforma estará relacionada com o funcionamento e alíquota de impostos como o IRPF 2020O Imposto de Renda representa um valor anual e uma declaração de rendimentos tributáveis.

De acordo com algumas pesquisas, o principal problema para os órgãos cobradores é diferenciar o que é prestação de serviço do que é considerado uma posse, por isso, a proposta seria unir os valores.

Sendo assim, a Reforma Tributária nada mais seria do que a união das taxas cobradas, que estariam gerando uma taxa singular denominada Imposto sobre Valor Agregado (IVA).

Vale enfatizar que o dado citado acima diz respeito ao Imposto de Renda para Pessoa Jurídica (IRPJ), no caso destinado as empresas. Mas quem vai cumprir com o IRPF também precisa estar atento as mudanças!

Se você irá cumprir com a tabela IRPF 2020é interessante entender quais são as propostas relacionadas a esse imposto. Bem, em primeiro lugar temos um ponto positivo, que é a promessa de correção do IR pela inflação.

Além disso, o Governo diz pretender aumentar o número de isentos do Imposto de Renda, que representam pessoas inclusas nas condições especiais previstas pela Receita Federal.

Entretanto, um outro lado que deve ser consideração em relação a Reforma Tributária é a proposta de diminuição das deduções do imposto de renda.

As deduções são valores a serem descontados da sua declaração, como por exemplo, os gastos com saúde. E é justamente essa dedução que o Governo visa retirar da declaração do IR, assim como os gastos com a educação, sendo dois aspectos importantes para o cidadão.

Mas o que isso quer dizer em fatos para você? Isto quer dizer que uma vez que as deduções ficarem mais rigorosas, você estará precisando cumprir com um valor maior para a Receita Federal!

Tudo o que você precisa saber sobre aposentadoria por invalidez

A aposentadoria é um direito muito importante do trabalhador brasileiro e a mesma se divide em algumas categorias para auxiliar corretamente cada pessoa. Uma dessas categorias é a aposentadoria por invalidez, que fica disponível para alguns servidores em situação especial. Para entender como esse benefício funciona, continue lendo e fique por dentro de tudo que você precisa saber:

O que é a aposentadoria por invalidez?

Quando o trabalhador brasileiro passa a exercer oficialmente um cargo em uma empresa, ou seja, passa a trabalhar por intermédio da carteira de trabalho assinada, o mesmo tem acesso aos direitos trabalhistas.

Um desses direitos é justamente a aposentadoria, que só fica disponível a partir de um determinado número de contribuições e de uma idade mínima que o contribuinte precisa atingir.

Entretanto, essas regras não são aplicáveis para a categoria de aposentadoria por invalidez, que trata-se de um a condição especial no benefício da aposentadoria.

O recurso pode ser solicitado quando o trabalhador fica permanentemente incapaz de exercer as suas funções na empresa, seja por intermédio de acidente ou doença.

Vale lembrar ainda, que o trabalhador que esteja incapaz de atuar só tem direito a aposentadoria por invalidez se não puder ser realocado em outros cargos.

Quem tem direito?

De acordo com a tabela INSS 2020tem direito ao benefício quem fica impossibilitado de ocontinuar a atrabalhar devido a uma casualidade por acidente ou uma doença sem cura.

Mas além disso, é preciso mencionar que o contribuinte precisa ter contribuído junto ao INSS por, pelo menos, 12 meses para pode realizar a solicitação.

Também é preciso comprovar o seu estado permanente através de laudos médicos emitidos por órgãos que estejam ligados ao INSS e a Previdência Social.

Se o trabalhador estiver dentro dos requisitos estabelecidos pelo INSS para receber a aposentadoria por invalidez, o mesmo pode solicitar o benefício.

Como solicitar?

Todo e qualquer serviço prestado pelo INSS precisa ser agendado através da plataforma digital do órgão. Portanto, o trabalhador precisa efetuar o agendamento INSS 2020.

Ao agendar a sua consulta do INSS, você terá de comparecer na unidade e na data escolhida portando os seus documentos oficias para que possa dar entrada no processo.

Só tem acesso a aposentadoria por invalidez quem é aprovado pela perícia médica do INSS, portanto, o contribuinte deverá aguardar a sua consulta

Se for aprovado pela perícia do INSS, o trabalhador receberá um laudo médico comprovando a sua invalidez permanente e irreversível e terá acesso a sua aposentadoria especial.