Entenda como funciona a tributação para profissional liberal no Brasil

O profissional liberal pode até ser considerado uma categoria diferenciada de serviço, mas vale mencionar que o mesmo ainda está incluso nas movimentações tributárias existentes, entre outros processos. Mas você sabe como funciona esse sistema de tributação para essa categoria?

Para entender o funcionamento dos processos tributários do profissional liberal, é preciso levar em consideração dois fatores: o teto para a margem de lucro e para a cobrança de impostos.

Assim como todos os tipos de serviço, o profissional liberal terá vantagens e desvantagens em relação as taxas cobradas e aos valores recebidos.

INSS

Vamos começar falando do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), um órgão responsável pela arrecadação de taxas de contribuição assim como pagamento dos recursos oferecidos aos trabalhadores. É através do instituto que você pode solicitar benefícios como a aposentadoria, a perícia médica do INSS, o auxílio doença, entre outras possibilidades.

O profissional liberal deve cumprir obrigatoriamente com a taxa do INSS e a alíquota referente equivale a 20% do rendimento desse contribuinte.

Carne Leão

Essa tributação é bastante específica e é preciso estar atento a ela. O profissional libera que opta por trabalhar de forma autônoma, ou seja, como pessoa física precisará cumprir com a carne leão 2020É interessante estar familiarizado com a contribuição, uma vez que o descumprimento das regras pode levar o contribuinte a cair na malha fina.

O Carne Leão é estabelecido pela tabela progressiva do imposto de renda. Essa tabela indica que a alíquota do imposto deverá subir a medida que o rendimento do contribuinte em questão também for subindo. A arrecadação dos valores é realizada a partir do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF), por isso, é interessante se informar sobre ele.

Cruzamento de Dados

É preciso estar atendo ainda a categoria de cobrança por cruzamento de dados, uma base de funcionamento totalmente específico. De acordo com a Receita Federal, o recurso permite uma maior eficiência para a cobrança e o armazenamento de informações dos profissionais liberais e as declarações que os mesmo devem realizar.

Como mencionado, estar atento a esses pontos específicos de tributação é muito importante para evitar a malha fina, que pode levar o contribuinte a ser cobrado entre 20 e 150% pelo valor do imposto. Portanto, é necessário ter cuidado na hora de declarar seus bens, assim como no momento de preencher as deduções do imposto de renda.

Fonte: impostoderenda2020.net